Os 12 Violinos Mais Caros de Todos os Tempos

Estes são os 12 violinos mais caros do mundo até hoje (outubro/2016)

Todos esses violinos tem uma grande história que continua nos dias de hoje. Eles são conhecidos no mundo da música por suas qualidades de som, seu alto valor e raridade. Por vários anos, fabricantes de violinos e cientistas tem tentado encontrar o segredo de suas ressonâncias extraordinárias.

 

Violino Titanic – Lancaster

Violino Titanic

Fabricante: Arthur Catton Lancaster

Preço de leilão: US$ 1.700.000

Violinistas notáveis: foi tocado pelo líder da banda, Wallace Hartley, no naufrágio do Titanic

Atual proprietário: não divulgado

Em 2006, este violino foi encontrado danificado no sótão de uma casa na Grã-Bretanha. Depois de dois anos de profundas análises dos vestígios ficou provado que foi o instrumento usado por Hartley, que tocou “Nearer, My Fod, to Thee” durante os últimos momentos do Titanic.

 

Lady Tennant – Stradivari

Violino Lady Tenant

Fabricante: Antonio Stradivari (1699)

Preço de leilão: US$ 2.032.000

Violinistas notáveis: Charles Philippe Lafont, Ulf Hoelscher, Xiang Gao, Yang Liu

Atual proprietário: Yossif Ivanov

Este é um antigo violino construído pelo luthier italiano Antonio Stradivari de Cremona em 1699, um ano antes do início de seu, então chamado, período “de ouro”. Em 22 de abril de 2005, o Lady Tenant foi vendido pelo valor recorde de US$ 2.032.0000,00 (dois milhões e trinta e dois mil dólares), em um leilão da Christie’s de Nova Iorque.

 

Hammer – Stradivari

Violino Stradivari Hammer

Fabricante: Antonio Stradivari (1707)

Preço de leilão: US$ 3.544.000

Proprietários notáveis: Bein & Fushi (Chicago), Rudolph Wurlitzer Co.

Violinistas notáveis: Kyoko Takezawa

Atual proprietário: não divulgado

Recebeu seu nome porque Christian Hammer, um colecionador sueco do século 19, foi seu primeiro dono que se tem registro. Em 16 de maio de 2006, o Hammer se tornou notícia quando foi vendido em um leilão da Christie’s para um comprador anônimo por US$ 3.54 milhões (três milhões, quinhentos e quarenta mil dólares), com um valor estimado em pré-leilão de US$ 1.5 milhão (um milhão e quinhentos mil dólares) a 2.5 milhões (dois milhões e quinhentos mil dólares).

 

Molitor – Stradivari

Violino Stradivari Molitor

Fabricante: Antonio Stradivari (1697)

Preço de leilão: US$ 3.600.000

Violinistas Notáveis: Elmar Oliveira, Albert Stern

Atual proprietária: Ane Akiko Meyers

Apesar de ter pertencido à Napoleão Bonaparte, o violino pertenceu à socialite parisiense e patrona artística Juliette Récamier até 1804, quando passou a pertencer a um general do exército de Napoleão, o Conde Gabriel Jean Joseph Molitor. Ele possui a etiqueta “Antonius Stradivarius Cremonensis / Faciebat Anno 1697″ e na parte debaixo tem marcado “Curtis Phila”.

 

IL Cannone – Guarneri

Violino IL Canonne Guarnerius

Fabricante: Guarneri Del Gesu (1743)

Preço de leilão: US$ 4.000.000

Violinista Notáveis: Paganini, Eugene Fodor, Shlomo Mintz, Regina Carter

Atualmente em exibição no Palazzo Doria Tursi, Genova, Itália

O violino recebeu seu nome Cannone, ou suas variações: Il Cannone del Gesu, Cannone ou Canon de Paganini de seu antigo dono, o violinista italiano virtuoso Niccolò Paganini (1782-1840) por causa de seu poder e ressonância.

 

Lord Wilton – Guarneri

Violino Guarnerius Wilton

Fabricante: Guarneri Del Gesu (1742)

Preço de leilão: US$ 6.000.000

Violinistas notáveis: Lady Speyer, Yehudi Menuhin, Zlatko Balokovic

Atual proprietário: David L. Fulton

O violino Wilton foi fabricado em 1742 na cidade de Cremona. Pertenceu e foi tocado pelo célebre violinista Yehudi Menuhim de 1978 a 1999. Depois da morte de Menuhim em 1999, o instrumento foi vendido por US$ 6.000.000 para o conhecido colecionador David L. Fulton, o mais alto preço pago por um violino até aquela data.

 

Mary Portman – Guarneri

Violino Guarnerius Mary Portman

 

Fabricante: Guarneri Del Gesu (1735)

Preço de leilão: US$ 10.000.000

Violinistas notáveis: Mary Portman, Fritz Kreisler, Adele Anthony

Atual proprietária: Susanne Hou

O violino Mary Portman Guarneri recebeu seu nome por causa de uma senhora que residiu em Londres, o nome da honorável Mary Isabel Portman, a construtora do Castelo Kranzbach.

 

 

Ex-Kochanski – Guarneri

Violino Guarnerius Kochanski

Fabricante: Guarneri Del Gesu (1741)

Preço de leilão: US$ 10.000.000

Violinistas notáveis: Paul Kochanski, Aaron Rosand

O violino Kochanski Del Gesu tem sido o companheiro fiel de Aaron Rosand por quase 40 anos. Tem um magnífico e profundo verniz vermelho e está em um maravilhoso estado de conservação.

 

Carrodus – Guarneri

Violino Guarnerius Carrodus

Fabricante: Guarneri Del Gesu (1743)

Preço de leilão: US$ 10.000.000

Violinistas notáveis: John Tiplady Carrodus, Paganini, Ossy Renardy

Atual proprietário: Richard Tognetti

O Carrodus Guarneri é descrito como “um dos melhores violinos” feito  pelo famoso fabricante de violinos Guarneri. Um fato interessante sobre o Carrodus é que foi feito da mesma árvore que outro violino Guarnerius conhecido como IL Cannone.

 

Lady Blunt – Stradivari

Violino Stradivarius Lady Blunt

Fabricante: Antonio Stradivari (1721)

Preço de leilão: US$ 15.900.000

Proprietário notáveis: Lady Anne Blunt, Jean-Baptiste Vuillaume, Richard Bennet, Fundação Japonesa de Música.

Atual Proprietário: não divulgado

O violino recebeu seu nome depois de sua primeira proprietária conhecida Lady Anne Blunt, filha de Ada Lovelace, neta de Lord Byron. O Lady Blunt é um dos dois violinos Stradivarius mais bem conservados da atualidade. Tem sobrevivido, como o Messiah Stradivarius de 1716, em condições próximas do original desde que tem se mantido nas mãos de colecionadores e visto pouco uso.

 

Vieuxtemps – Guarneri

Violino Guarnerius Vieuxtemps

Fabricante: Guarneri Del Gesu (1741)

Preço de leilão: US$ 16.000.000  atual recordista de preço

Violinistas notáveis: Henry Vieuxtemps, Yehudi Menuhim, Itzhak Perlman

Atual proprietário: Anne Akiko Meyers

Este Guarneri Del Gesu ganhou seu nome depois de ter pertencido ao violinista belga do século 19 Henry Vieuxtemps. O instrumento foi depois usado por Yehudi Menuhim, Itzham Perlman e Pinchas Zukerman. Recentemente se tornou o violino mais caro do mundo. Vendido por estimados US$ 16 milhões. Seu novo proprietário que se mantém anônimo, cedeu o instrumento histórico para a violinista Anne Akiko Meyers, como empréstimo para o resto de sua vida.

 

Messiah – Stradivari

Violino Stradivarius Messiah

Fabricante: Antonio Stradivari (1716)

Valor estimado: US$ 20 milhões

Violinistas notáveis: Jean-Delphin Alard, Joseph Joachim, Nathan Milstein

Atualmente em exposição no Museu Ashmolean, Oxford

É considerado o único Stradivarius existente em estado de novo. Está na coleção do Museu Ashmolean em Oxford, na Inglaterra. Muito de seu alto valor e prestígio se devem ao fato de que foi feito durante o “período de ouro” de Stradivari, e que nem mesmo foi tocado, depois de quase 300 anos de existência.

Comentários

comentários